Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Mulher sempre deitada

nome:
Mariana dos Santos Pacheco (Mariana Bicho)
ano nascimento:
1938
freguesia: Salvada
concelho:
Beja                                           
distrito:
Beja
data de recolha: Outubro 2010
 
 

Dados de inventário
  • Mulher sempre deitada
  • Beja

    “Mulher sempre deitada”- Uma troca de versos entreuma mulher e o seu marido: ela só trata dos filhos e não o ajuda na lavoura.

    Mariana Bicho; Salvada; Ano de nascimento: 1938; Concelho de Beja.

    Registo 2010.

Transcrição
  • [A mulher sempre deitada]

     

    Era assim: um homem que vinha do trabalho. Coitado, todo cansado. A mulher não o ajudava em nada. Nada, nada! Não lhe fazia nada. Ela tinha dois filhos, só tratava dos filhos. E, atão(1) (…) era no tempo que na’(2) havia botas de borracha, na’ havia plásticos… Trazia uma mantinha e chovendo, chovendo, chovendo… Vinha da lavoura(3) todo enlameado. Coitado! Vinha me’mo(4) estafado! O pobre do homem.

    Chegou a casa e a mulher ‘tava(5) deitada. Diz ele assim:

    - Adeus, mulher ingrata(?),

    pois ainda ‘tás deitada?

    Tu queres é dormir a sesta

    na’ te importa lá mai’(6) nada!.

    Pois assim me chamas ingrata?

    Pois que mal te fiz eu?

    Eu na’ te dei um bom jantar?

    Podes comer do meu!

    Ele nem é melhor;

    é assim igual ao teu!

    Pois andaste(s) muito errada,

    na’ me queres um bom jantar.

    Pagar as dividas que tenho

    e ainda em cima te aturar!

    Já basta ter dois filhos ao me’(7) lado,

    andam de noite e de dia,

    não me dão pouco cuidado.

    Olha a grande trabalheira,

    pa’(8) dois filhinhos que tem.

    Há muitas que têm *meia dúzia*(9)

    sem ajuda de ninguém.

    (…) Maridos também!

    Tu na’ sabes o me’ génio

    e eu te vou mostrar.

    Vou-te dar (…)

    esta questão de jantar.

    (…)

    Mariana Bicho, Beja, Outubro de 2010

     

     

    Glossário:

    (1) Atão então, regionalismo de Portugal, de uso informal e coloquial que, ao longo deste texto, por vezes, também serve para denotar espanto.

    (2) Na' - não (houve supressão da acentuação e do o para reproduzir a pronúncia).

    (3) Lavoura – agricultura, terra amanhada e cultivada.

    (4) Me’mo – mesmo (houve supressão do s para reproduzir a pronúncia, uso coloquial).

    (5) 'Tava – estava (pronúncia popular do verbo “estar” conjugado).

    (6) Mai’ – mais (houve supressão do s para reproduzir a pronúncia, uso coloquial).

    (7) Me’ – meu (supressão da vogal u para reprodução da pronúncia, uso informal e coloquial).

    (8) Pa’ “para” (em próclise, usadode modo informal e coloquial).

    (9) Meia dúzia – em número de seis, mas no caso aplica-se também para abranger um número maior: seis ou mais filhos.

     

    Referências bibliográficas e recursos online utilizados no glossário:

    Barreiros, Fernando Braga. (1917). Vocabulário barrosão. Revista Lusitana, Volume XX, Lisboa: Livraria Clássica Editora, Lisboa. p. 141.

    Barros, Vítor Fernandes & Guerreiro, Lourivaldo Martins. (2005). Dicionário de Falares doAlentejo. Porto: Campo das Letras p.38.

    Nunes, José Joaquim. (1902). Dialectos Algarvios (Lingoagem do várlavento) (Conclusão). Revista Lusitana: Arquivo de Estudos Filológicos e Etnológicos Relativos a Portugal, (1ª Série), Volume VII, Lisboa: Antiga Casa Bertrand. p. 250.

    http://www.ciberduvidas.com; http://www.infopedia.pt; http://www.priberam.pt

     

     

     

     

Caracterização
  • Cantiga Narrativa

     

    Fonte: Carlos Nogueira (IELT)

Identificação
  • Mulher sempre deitada
  • Mariana Bicho
  • 1938
Contexto de produção
Contexto territorial
  • Junta de Freguesia da Salvada através da Biblioteca Municipal de Beja (contacto Cristina Taquelim).
Contexto temporal
  • Actualmente sem periodicidade certa. Encontros informais e iniciativas do Município de Beja.
Manifestações associadas
  • Transmitidas aos serões, em quotidianos de trabalho e lazer.
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Contadores de histórias que participam em iniciativas do Município de Beja. São convidados na iniciativa Palavras Andarilhas. Vão a escolas, lares e bibliotecas.

Equipa responsável
  • Filomena Sousa
  • José Barbieri
  • Maria de Lurdes Sousa
Arquivo
  • 12/15:51 - 17:20
  • 1/Beja2011/Beja3

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA