Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Dados de inventário
  • O jogo do Balancé
  • Mora

    "O jogo do Balancé" - Ida de um moço ao jogo do balancé.

    Luísa de Jesus; Mora; Concelho de Mora, Évora

    Registo 2007.

Transcrição
  •  

    [Ida ao Balancé]

     

    «Como agora há o jogo da malha, antigamente havia o jogo do balancé. Mas aquilo só lá ia gente de bem! Muito bem preparados, não é verdade?

    E atão quem era o presidente lá do jogo do balancé? Era o meu avô. E depois o meu pai era assim rapazote e tinha uns colegas e um colega disse:

    – Ó pá! Pede lá ao teu pai pa' me levar a um jogo do balancé!

    Filho – Ãh! Aquilo tem que ser gente de bem! Muito bem preparado...

    E o rapaz disse:

    – Mas eu vou-me preparar bem! – Assim foi. Foi-se preparar bem...

    Até que o meu avô disse:

    – Atão vá! Diz lá ao teu colega que venha. Ele diz que se prepara bem... E ele começou a dizer:

     

    Pra um balancé fui convidado

    pel' um rapaz meu amigo.

    Eu deveras ia vestido,

    pra não me ver envergonhado.

    Levava colete encarnado,

    calça meia carmesim.

    Eu deveras lhe apareci

    pra não me ver envergonhado.

    Mas não sei que voltas o balancé deu,

    que abalei de lá todo cagado!

     

    Desculpem a expressão que não é da minha relação! Ai, Jesus! E bendito louvado o continho 'tá acabado e na' sei se não será do vosso agrado!

     

    Luísa de Jesus, 76 anos, Amieiras (conc. Mora), Junho 2007

     

Caracterização
Identificação
  • O jogo do Balancé
  • Luísa de Jesus
  • 1931
Contexto de produção
Contexto territorial
  • Mora, Casa da Cultura de Mora
Contexto temporal
  • Hoje sem periodicidade certa. Encontros informais e iniciativas do Município de Mora e escolas
Manifestações associadas
  • Transmitidas aos serões, em quotidianos de trabalho e lazer.
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Contadores de histórias participam em iniciativas do Município de Mora. São convidados para participar na inicativa Palavras Andarilhas. Vão a escolas, lares e bibliotecas. Participam em iniciativas do Fluviário de Mora e da Casa da Cultura. Destacam-se as seguintes actividades desenvolvidas desde 1999:

    - Encontro de Contadores e Histórias - 1999 a 2005

    - Ti Tóda - Conta-me eum conto, estafeta de contos - 2001 a 2004

    - As lendas vão à escola - 2005

    - O Talego Culto - 2007

    - O Talego ambiental - 2007 a 2008

    - Comunidade do Canto do Lume

Equipa responsável
  • José Barbieri
  • José Barbieri
  • Maria de Lurdes Sousa

 

Visite a nova exposição virtual!

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA