Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Dados de inventário
  • Não gastem dinheiro comigo
  • Poetas Populares de Grândola - Vídeo Poesia Popular.

    “Não gastem dinheiro comigo” - Indicações de gastos aquando do funeral.

    Luís Ricardo; Ano de nascimento: 1923; Concelho de Grândola.

    Registo 2007.

Transcrição
  • Não gastem dinheiro comigo

     

    Quando morrer não preciso

    de ir bem vestido e calçado.

    Não comprem coisas pa’(1) apodrecer

    porque é um dinheiro *mal empregado*(2).

     

    Eu tenho roupa aguardada

    ainda não a estreei

    e alguma quando a comprei

    foi logo pra(3) isso destinada.

    Nesta palavra sagrada

    fica aqui um aviso:

    eu ainda não estou inciso(4).

    Já disse e vou repetir:

    que comprem roupa para me vestir

    eu quando morrer não preciso.

     

    Ninguém depois da morte

    agradece aquilo que lhe dão.

    Eu quero é um caixão

    com a madeira bem forte.

    Com o resto ninguém se importe.

    E ninguém fique preocupado.

    Que eu tenho tudo guardado

    das calças à camisa.

    E para debaixo da terra não precisa

    ir bem vestido e calçado.

     

    Façam dupla sepultura

    onde ‘tá(5) a mãe, o mano.

    Mais ano, menos ano

    vai para lá a minha figura.

    Ponham-me o retrato na moldura

    para quem me quiser ir lá ver.

    Fazem como eu estou a dizer.

    No dia do enterro

    fiquem antes com o dinheiro

    não comprem coisas p’ apodrecer.

     

    Enquanto eu for vivo

    façam o melhor que possa ser

    eu estou cá pa’ agradecer

    seja qual for o motivo.

    Mas no momento decisivo

    que eu já esteja amortalhado(6)

    e depois do caixão fechado

    façam assim como eu digo:

    não gastem dinheiro comigo.

    É um dinheiro mal empregado.»

     

    Luís Ricardo, Grândola, Fevereiro de 2007

    Glossário:

    (1) Pa’ – abreviatura oral de “para”.

    (2) Mal empregado – mal aplicado.

    (3) Pra abreviatura oral de “para”.

    (4) Inciso – ferido, logo, no caso, está são.

    (5) ‘Táabreviatura oral de “está”.

    (6) Amortalhado – morto e vestido com o trajo com que irá a sepultar.

    Para a execução deste glossário consultaram-se os seguintes websites: http://bemfalar.com; http://www.priberam.pt; http://aulete.uol.com.br; http://www.infopedia.pt/

     

     

     

     

     

Caracterização
  • Décimas.

    Classificação: Proposta por Paulo Correia (CEAO/ Universidade do Algarve) em Julho de 2007.

Identificação
  • Não gastem dinheiro comigo
  • Luís Ricardo
  • 1923
Contexto de produção
  • Comunidade - Poetas Populares de Grândola
Contexto territorial
  • Biblioteca Municipal de Grândola (contacto Cristina Bizarro).
Contexto temporal
  • Actualmente sem periodicidade certa. Encontros informais e iniciativas do Município de Grândola.
Manifestações associadas
  • A poesia alentejana de Grândola era dita em festas, feiras, locais de entretenimento e principalmente em tabernas.
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Poetas populares em iniciativas esporádicas do Município de Grândola. Em Grândola, vários poetas populares participam na iniciativa Rota das Tabernas (16ª edição em 2010) realizada em Junho.

    Existem vários Encontros de Poetas Populares, nomeadamente em concelhos do Alentejo e do Algarve.

Equipa responsável
  • José Barbieri
  • José Barbieri
  • Maria de Lurdes Sousa

 

Visite a nova exposição virtual!

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA