Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Dados de inventário
  • Paz em vez de guerra
  • Poetas Populares de Grândola - Vídeo Poesia Popular.

    “Paz em vez de guerra”- O desejo do poeta de um mundo melhor onde impere a paz.

    Manuel Augusto Francisco (Rusga); Ano de nascimento: 1948; Concelho de Grândola.

    Registo 2007.

Transcrição
  • Paz em vez de guerra

     

     

    «O mundo devia ser

    um paraíso sagrado

    onde se pudesse viver

    sem viver amargurado.

     

    Desde a sua criação,

    ao longo de muitos anos,

    dos gregos aos lusitanos

    de geração em geração.

    Porque a sua fundação

    a muitos deu o que entender.

    Acabando sem se saber

    a sua finalidade

    para bem da Humanidade

    o mundo devia ser.

     

    Não devia haver vingança,

    nem ódio, nem maldade,

    mas sim a sinceridade

    do homem, mulher ou criança.

    Não haver desconfiança,

    o povo não ser torturado.

    Em vez de rude, ser educado

    respondendo de uma só voz.

    Mas seria para todos nós

    um paraíso sagrado.

     

    Paz, amor e ter pão

    em vez de guerra e tortura.

    Faria honrosa figura

    que quebrasse a maldição.

    Perdoar a quem não perdoa,

    a quem é fraco no saber.

    Não se devia de conhecer

    o medo, porque é medonho

    Um universo mais risonho

    Um mundo onde se pudesse viver.

     

    A terra mais cultivada

    em vez de armas e munições.

    Para tudo melhores condições

    era o que eu queria, mais nada.

    Que a vida fosse encarada

    por todos sendo sagrada.

    E que ninguém fosse o culpado

    de todo o mal que acontecesse,

    aonde toda a gente vivesse

    sem viver amargurado.»

    Manuel Augusto Francisco (Rusga), Grândola, Fevereiro de 2007

     

     

     

     

     

     

     

     

Caracterização
  • Décimas.

    Quadra (mote) seguida de uma glosa em 4 décimas (em redondilha maior).

    Classificação: Proposta por Paulo Correia (CEAO/ Universidade do Algarve) em Julho de 2007.

Identificação
  • Paz em vez de guerra
  • Manuel Augusto Francisco (Rusga)
  • 1948
Contexto de produção
  • Comunidade - Poetas Populares de Grândola
Contexto territorial
  • Biblioteca Municipal de Grândola (contacto Cristina Bizarro).
Contexto temporal
  • Actualmente sem periodicidade certa. Encontros informais e iniciativas do Município de Grândola.
Manifestações associadas
  • A poesia alentejana de Grândola era dita em festas, feiras, locais de entretenimento e principalmente em tabernas.
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Poetas populares em iniciativas esporádicas do Município de Grândola. Em Grândola, vários poetas populares participam na iniciativa Rota das Tabernas (16ª edição em 2010) realizada em Junho.

    Existem vários Encontros de Poetas Populares, nomeadamente em concelhos do Alentejo e do Algarve.

Equipa responsável
  • José Barbieri
  • José Barbieri
  • Maria de Lurdes Sousa

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA