Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Dados de inventário
  • Eu tenho muita profissão
  • Poetas Populares de Grândola - Vídeo Poesia Popular.

    “Eu tenho muita profissão”- Poesia sobre as supostas profissões do poeta.

    Manuel Augusto Francisco (Rusga); Ano de nascimento: 1948; Concelho de Grândola.

    Registo 2007.

Transcrição
  • Eu tenho muita profissão

     

     

    «Eu tenho muita profissão,

    eu tenho muita profissão,

    eu tenho muita profissão,

    eu tenho muita profissão.

     

    No jardim sou jardineiro.

    Na horta sou hortelão.

    Sou almocreve e sou ganhão

    e nas arenas sou toureiro.

    Na charneca sou carvoeiro

    e sendo assim faço carvão.

    Sou maioral sou abegão,

    dos jornais sou jornalista.

    Nos comboios sou maquinista,

    eu tenho muita profissão.

     

    Sou piloto aviador

    por isso sou da aviação.

    Mas cá em baixo, no chão,

    de carros sou condutor.

    Na escola sou instrutor,

    dou aulas de condução.

    Faço tudo na perfeição.

    Se for preciso sou alfaiate,

    faço barcos, sou calafate.

    Eu tenho muita profissão

     

    Faço enxadas, sou ferreiro

    e faço estátuas, sou escultor.

    No liceu sou professor

    e nas minas sou mineiro.

    Na padaria sou padeiro

    e por isso fabrico pão.

    Trabalho na televisão,

    mas também sou guitarrista.

    Canto fado, sou fadista.

    Eu tenho muita profissão.

     

    Sou vendedor ambulante

    nos mercados e nas feiras.

    Roubo cordões e pulseiras

    e qualquer peça de diamante.

    Sou da marinha mercante,

    sou gatuno, sou ladrão.

    Na igreja sou sacristão

    Porque faço parte da missa

    Sou tirador de cortiça.

    Eu tenho muita profissão.»

     

     

     

    Manuel Augusto Francisco (Rusga), Grândola, Fevereiro de 2007

     

     

     

     

     

     

     

Caracterização
  • Décimas.

     

    Classificação: Proposta por Paulo Correia (CEAO/ Universidade do Algarve) em Julho de 2007.

Identificação
  • Eu tenho muita profissão
  • Manuel Augusto Francisco (Rusga)
  • 1948
Contexto de produção
  • Comunidade - Poetas Populares de Grândola
Contexto territorial
  • Biblioteca Municipal de Grândola (contacto Cristina Bizarro).
Contexto temporal
  • Actualmente sem periodicidade certa. Encontros informais e iniciativas do Município de Grândola.
Manifestações associadas
  • A poesia alentejana de Grândola era dita em festas, feiras, locais de entretenimento e principalmente em tabernas.
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Poetas populares em iniciativas esporádicas do Município de Grândola. Em Grândola, vários poetas populares participam na iniciativa Rota das Tabernas (16ª edição em 2010) realizada em Junho.

    Existem vários Encontros de Poetas Populares, nomeadamente em concelhos do Alentejo e do Algarve.

Equipa responsável
  • José Barbieri
  • José Barbieri
  • Filomena Sousa

 

Visite a nova exposição virtual!

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA