Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

A Triste Viuvinha

nome:
Georgino Moreira Rodrigues
   
freguesia:
A-dos-Cunhados
concelho:
Torres Vedras
distrito: Lisboa
data de recolha: 02/2010
   
 
 

Dados de inventário
  • Triste Viúvinha
  • Torres Vedras

    "Triste Viúvinha"- Descrição do baile de roda e sua cantiga.

    Georgino Rodrigues, Ano de nascimento 1948,A-dos-Cunhados, Torres Vedras, Registo 2010.

Transcrição
  • Triste viuvinha

     

    Cantigas tradicionais que se cantavam aí ao Domingo. Não havia cafés, não havia discotecas, não havia nada disso, e rapazes e raparigas novos juntavam-se nos largos – às vezes das igrejas, ou mesmo outros largos das próprias localidades – e cantavam e dançavam. Chamava-se o baile de roda – davam as mãos e andavam à roda a cantar, ou no meio, como a “triste viuvinha”.

    Andava uma no meio da roda e punha assim o braço, como andava a chorar. Estava triste.

     

    Olha a triste viuvinha

    Que anda na roda a chorar

    Anda a ver se encontra o noivo

    Para com ela casar

     

    E depois pedia a um – paravam o baile e ela pedia a um:

     

    - Queres casar comigo?

     

    E ela dizia:

     

    - Que ofício tens?

    - Sou sapateiro.

    - Não te quero.

     

    E depois continuava a roda:

     

    Já lá levas um cabaço

    Dois ou três há-de levar

    É bem feito, é bem feito

    Não achares com quem casar

     

    Depois continuavam e isto ia sempre durando até que ela encontrasse um noivo que a agradasse. E quando encontrava um noivo, por exemplo, voltava na mesma:

     

    Olha a triste viuvinha

    Que anda na roda a chorar

    Anda a ver se encontra o noivo

    Para com ela casar

     

    - O menino quer casar comigo?

    - Sim.

    - Que ofício tem?

    - Bancário.

    - Ah, então eu quero.

     

    Juntavam-se os dois a dançar no meio e os outros que estavam em volta diziam:

     

    Inda bem que encontraste

    Lindo noivo para casar

    Ela não tem que vestir

    Nem o noivo que calçar

     

    Isto era sucessivamente, iam fazendo sempre até que ela encontrava o noivo. E era assim que se brincava. Pois, era a brincadeira, brincadeiras tradicionais. Depois a roda do lenço, andar a roda, deixar o lenço e isso assim…

     

     

    Georgino Rodrigues,2010, Maceira,Torres Vedras

     

     

     

Caracterização
    • Práticas Culturais
Identificação
  • Triste Viúvinha
  • Georgino Rodrigues
  • 1948
  • Reformado - operário na indústria cerâmica
Contexto de produção
Contexto territorial
  • Maceira
Contexto temporal
Manifestações associadas
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Encontros em festas e actividades promovidas pelo Município e Junta de Freguesia

Equipa responsável
  • Filomena Sousa
  • José Barbieri
  • Ana Sofia Paiva
  • Documentário - Realização Filomena Sousa

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA