Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

O cabreiro

nome:

António Caeiro

ano nascimento:

30/12/1933

freguesia: Vila Ruiva
concelho:
Cuba
distrito:
Beja
data de recolha: Fevereiro 2006
 

Dados de inventário
  • O cabreiro
  • Cuba

    “O cabreiro” -Um guardador de cabras pouco dado à religião protagoniza um episódio insólito numa igreja.

    António Caeiro; Vila Ruiva; Concelho de Cuba.

    Registo 2006.

Transcrição
  • O Cabreiro

     

    Vou contar uma história de um cabreiro(1) que ia assim com as cabras… E atão(2) via as pessoas todas a entrarem pa’ igreja e foi experimentar também, a ver o que era. Bem, encostou o cajado à porta da igreja, tirou o chapéu e entrou.

     

    O que é que viu? Viu as pessoas a *beijar o pé do Senhor dos Passos*(3). Tem um vestido comprido, assim roxo, comprido e tal, com a cruz às costas. E as pessoas iam todas beijar o pé. E havia ali, a segurar o vestido, alfinetes.

     

    O cabreiro, que era muito desajeitado, foi beijar, picou-se num alfinete. Eh! Ficou furioso e disse:

     

    Ó filho d’ um cabrão(4)! ‘Pera que já vou buscar o cajado! – Voltou atrás para ir buscar… Queria dar co cajado no santo.

     

    O padre ‘tava aí, ouviu. E disse para o sacristão:

     

    Levem o santo! Que esse gajo é maluco, dá com o cajado no santo! – E tirou de lá o santo, pôs lá um pequenino.

     

    Chegou lá o cabreiro, não viu lá o santo que ele…

     

    Atão o teu pai, filho de um cabrão?! Se ele aqui ‘tivesse partia-lhe já os cornos(5)!

     

    António Caeiro, 73 anos, Vila Ruiva (conc. Cuba), Fevereiro de 2006.

    Glossário:

    (1)    Cabreiro: pastor de cabras.

    (2)    Atão: regionalismo de Portugal, de uso informal e coloquial que significa “então”.

    (3)    Senhor dos Passos e Beijar o pé: A Procissão anual do Senhor dos Passos realiza-se no período que decorre entre a Quarta-feira de Cinzas (após o Entrudo) e o Domingo de Páscoa. A imagem esculpida do Senhor dos Passos – Cristo ajoelhado carregando uma cruz às costas, vestido com uma túnica roxa escura, amarrada à cintura por um cordão –, é carregada em procissão de um local de culto para outro. Durante a sua permanência temporária no local de culto de chegada da procissão, os fiéis mostram a sua devoção através de preces e do acto de veneração de beijar o pé da imagem e, em alguns casos, também a ponta do cordão do seu manto. A imagem é depois novamente carregada à igreja ou capela de origem e novas homenagens do mesmo tipo poderão ser prestadas ao santo. No concelho de Cuba realizam-se duas Procissões do Senhor dos Passos (Cuba e Vila Alva).

    (4)    Filho d’ um cabrão: indivíduo traiçoeiro e sem carácter. Expressão ofensiva, palavrão.

    (5)    Partia-lhe já os cornos: agredia-o; partia-lhe a cabeça.

    Para a execução deste glossário consultaram-se os seguintes websites: http://www.priberam.pt; http://www.ciberduvidas.com; http://pt.wikipedia.org; http://revelarlx.cm-lisboa.pt; http://www.cm-cuba.pt; http://jfcuba.no.sapo.pt;http://www.infopedia.pt;http://ciberduvidas.sapo.pt;

    http://www.dgsi.pt;http://aulete.uol.com.br; DEBRET, Jean Baptiste. (1954). “Procissão de Nosso Senhor dos Passos – Quaresma”.Viagem Pitoresca e histórica ao Brasil. Tomo II. São Paulo: Martins Editora. Citado inhttp://www.jangadabrasil.com.br/marco19/pa19030a.htm

     

     

     

     

Caracterização
    • Conto jocoso.
    • Classificado segundo o sistema internacional de Aarne-Thompson:ATU 1831 A* Acções Inadequadas na Igreja  + ATU1347*  A Estátua do Pai.

     

    • Classificação: Paulo Correia (CEAO/ Universidade do Algarve) em Junho de 2007.
     
Identificação
  • O cabreiro
  • António Caeiro
  • 1933
Contexto de produção
Contexto territorial
  • Vila Ruiva, casa de António Caeiro
Contexto temporal
  • Hoje sem periodicidade certa. Encontros informais e iniciativas do Município de Beja/Cuba, escolas
Manifestações associadas
  • Transmitidas aos serões, em quotidianos de trabalho e lazer.
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Contadores de histórias participam em iniciativas do Município de Cuba e de Beja. São convidados para participar na inicativa Palavras Andarilhas. Vão a escolas, lares e bibliotecas.

Equipa responsável
  • Marta do Ó
  • José Barbieri
  • Maria de Lurdes Sousa
Arquivo
  • 20/40:46 - 01:02:17
  • 1/Cuba2011/Cuba5