Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

A bruxa às canichas

nome:
Tia Desterra
ano nascimento:
 
freguesia: Póvoa de Varzim
concelho:
Póvoa de Varzim
distrito:
Porto
data de recolha: 2007
 
 

Dados de inventário
  • A bruxa às canichas
  • Póvoa de Varzim

    "A bruxa às canichas" - Relato de um homem a quem apareceu uma bruxa que o obrigou a carregá-la às costas.

    Ti Desterra, Póvoa de Varzim, Registo 2007

Transcrição
  • A bruxa às canichas[1]

     

    Contava uma história que um homem ia para o mar e, ao chegar aqui à beira do Castelo da Póvoa, apareceu-lhe uma mulher. Diz:

    - Para onde vais?

    Diz ele:

    - Vou para o mar.

    Diz ela:

    - Não vais nada.

    Diz ele:

    - Ó, deixe-me mas é em paz e deixe-me ir para o mar porque eu preciso de ir para o mar.

    - Pousai a cesta. Leve-me às canichas até ao Coelheiro. -Coelheiro é aqui. Coelheiro! Colheiro: não é Coelheiro, como está nos livros, é Colheiro! Aqui acima.

    - Ai, isto agora! Não posso…

    - Tens que me levar! Às costas! -às canichas, diziam elas, às canichas.

    Toca a levá-lo, lá vai, lá vai… Chegou acima da ponte, o homem já ia estafado, faz uma pequena ideia… Da praia, por aqui acima até chegar ali à ponte… O homem já ia com a língua de fora!

    - Pouse-me no chão! -o homem pousou. Diz: - Agora vai-te embora! A cesta está no mesmo lugar, ninguém te mexeu na cesta. E a lancha está lá na praia. A lancha não ia para o mar sem que tu lá chegasses.

    O homem:

    - Desgraçada! Minha esta, minha aquela

    - Não falas! Se não agora levas-me outra vez para lá às canichas!

    O homem, muito direitinho, foi direito até chegar à praia. Pegou na cesta, a cesta estava lá direitinha, à beira do Castelo. Pegou na cesta, botou a cesta ao ombro e – para a praia. Chegou à praia:

    - Ó Manel! Tu para onde fostes?

    - Ai, calai-vos vós, não me perguntais nada, pelo divino amor de Deus!

    - Então nós já fomos a tua casa! A tua mulher diz que tu vieste para o mar tanto tempo!

    - Olha, vós… Eu vou-vos contar. Vamos lá de barco abaixo.

    - O desgraçado do barco não quer ir para baixo!

    - Vai para baixo.

    Botaram a mão ao barco, o barco foi direitinho para baixo. Foi para o mar. Tornou a ir ao meio do mar… A mulher ficou sem perceber patavina, que estava na praia! Por mais que perguntasse ao homem que foi que lhe aconteceu, o homem não falava! O homem estava completamente gago e não falava!

    O homem veio do mar. Ela a contar: muito amarelinho, muito encovadinho…

    - Ó Manel… O que foi que te aconteceu, meu homem?

    - Cala-te, mulher, por amor de Deus, tu cala-te! Vai para casa, faz-me um chazinho, minha mulher. Se não… Tu não sabes o que foi que me aconteceu…

    Então ele, em casa, começa a relatar à mulher o que lhe aconteceu. A mulher:

    - Tu conheces essa desgraçada?!

    Diz ele:

    - Conheço, mas não te posso contar o que era. Se não, para a próxima, ela diz que me atira debaixo da ponte. E eu não te posso contar.

    O homem, claro, também foi um susto para ele. Um susto e um cansaço! Porque repare: a mulher às canichas dali até acima?! E então o que era? Eles relatavam que era uma bruxa, não é? Uma bruxa. E ela que dizia assim: Quando era um pedaço grande, acabou por se pôr mais levezinha; quando lá entendia, carregava mais e a criatura tinha que andar com ela às costas. E foi um susto desgraçado que o homem apanhou.

    Eram estas coisas que aconteciam aos homens do mar. E, como isso, outras coisas… Muitas coisas.

     

     

     


    [1] Às cavalitas.

     

     

Caracterização
Identificação
  • A bruxa às canichas
  • Ti Desterra
  • Actividade piscatória - comércio
Contexto de produção
  • Comunidade piscatória
Contexto territorial
  • Póvoa de Varzim, Museu Municipal de Etnografia e História da Póvoa de Varzim.
Contexto temporal
Manifestações associadas
  • Transmitidas aos serões, em quotidianos de trabalho e lazer.
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Actividades promovidas pelo Município da Póvoa de Varzim, Biblioteca Municipal e Museu Municipal de Etnografia e História da Póvoa de Varzim.

    Comunidade piscatória  da Póvoa de Varzim

Equipa responsável
  • José Barbieri
  • José Barbieri
  • Ana Sofia Paiva
Arquivo
  • 73/22:27 - 25:30
  • 1/P. de Varzim2012/P. de Varzim73

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA