Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Adufe

nome:

Fabrico de um adufe - José Relvas.                                                                        Autoria: Tiago Pereira/Exibição do vídeo: Canal Popularportuguesa

ano nascimento:
1951 (José Relvas)
freguesia: Idanha-a-Nova
concelho:
Idanha-a-Nova                                   
distrito:
Castelo Branco
data de recolha: 2007

Adufe

Instrumento musical de percussão. Bimembranofone quadrangular de produção directa - produz som através da vibração de membrana dupla em tensão sobre uma estrutura inerte e é percutido com a mão.

O adufe é composto por uma armação de madeira à qual se chama “armas” - quatro réguas de madeira que servem de caixilho. As “armas” são forradas com pele de ovelha fixada com pregos de cobre. É contornado por uma fita de sarja vermelha. Nas extremidades tem apliques de fitas de várias cores (vermelhas, azuis, rosa, brancas, amarelas e pretas) - as chamadas “maravalhas”. No interior tem dois guizos presos com guitas de pele.

Fabrico

Materiais

Madeira, pele de ovelha ou de cabra, pregos de cobre, fitas de sarja de várias cores, guita de pele, dois guizos.

Montagem

As peles são cortadas e colocadas de molho durante 24 horas, para retirar as raízes dos pelos e eliminar o cheiro, depois de  curtidas, as peles ficam dois dias em água misturada com sulfeto de cobre e cal branca.

Primeiro é construído um caixilho quadrado com quatro tábuas de pinho de Flandres (ou mogno).

Reforçam-se os cantos pregando quatro pedaços de madeira (todos do mesmo tamanho) na parte interior do caixilho

Limam-se as bordas de todo o caixilho para a pele, quando for esticada, não romper.

Prende-se com uma guita, entre os reforços e na diagonal, dois guizos que vão ficar dentro do adufe.

Estica-se e fixa-se com pregos a pele (ainda molhada) nos dois lados do caixilho.

Cortam-se as sobras da pele o cozem-se com guita de pele

 

Filomena Sousa (Memóriamedia)

Bibliografia

BLADES, James, (1975) Percussion instruments and Their History, Faber and Faber Limited, London.

BRITO, Joaquim Pais de & all (coords.) (1993) Portugal Com'tacto -Contrastes. Lisboa: MNE.

CAIADO, José Pedro, (1997) Sons d'aquém e d'além. Lisboa: MC/IPM/MNE, 1997.

HENRIQUE, Luís, (1993) Instrumentos Musicais. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

MORAIS, Domingos; CAIADO, José Pedro (1986) Os Instrumentos Musicais e as Viagens dos Portugueses. Lisboa: IICT/ME.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de (1966) Instrumentos Musicais Populares Portugueses. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de (1982) Instrumentos Musicais Populares Portugueses. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

OLIVEIRA, Ernesto Veiga de (2000) Instrumentos Musicais Populares Portugueses. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian/Museu Nacional de Etnologia.

VEIGA DE OLIVEIRA, Ernesto (2000) Instrumentos Musicais Populares Portugueses. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian / Museu Nacional de Etnologia.






DESCARREGAR O LIVRO

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA