Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Séries de Documentários

Documentação

Projecto Ilhas Míticas

O projecto obedeceu a vários objectivos.

Partindo de Ilhas Atlânticas como são os Açores, e com as características culturais que estas exibem tanto em práticas como no pensamento social, dirigiu-se para a Europa arcaica, procedendo à busca das raízes, hipoteticamente esquecidas nesse continente.

Devido ao progresso tecnológico e económico que cortou a ligação à agricultura de subsistência, ainda em vigor nos Açores, dirigiu-se para os vestígios arqueológicos do passado, onde avultava a dimensão mitológica ligada ao quotidiano da actividade agrícola e às tentativas de transcendência do mesmo.

Por um lado, o enquadramento através dos limites temporais criados a partir dos Solstícios e Equinócios (embora possam ser traçados outros marcos igualmente pertinentes neste tipo de agricultura, assim como entre esta e a religião, ou as festividades religiosas locais), pareceu dar uma resposta satisfatória à interpretação da realidade açoriana, onde o contemporâneo ainda mantém traços desse passado arcaico.

Por outro lado, na informação em DVD estão contidos aspectos que poderão facilitar aos Europeus em geral, uma conciliação com o retomar nostálgico das suas raízes, assim como também apaziguar os problemas de consciência que esse recordar de um primitivismo mal compreendido geralmente trazia. Isto deve-se aos aspectos seleccionados para testemunho, que deixam transparecer uma busca de relacionamento com o transcendente, agora ligados à religiosidade dita “popular”, mas que terão sido a génese da espiritualidade humana, tal como a mesma se concretizou no espaço geográfico da Europa.

Finalmente é trazida à consciência pública a grande coesão interna, ao nível da sua cultura de base, existente no continente Europeu.

Este facto não pode ser considerado acidental, dado que a investigação que deu lugar à edição de cinco vídeos (de c 50m cada), manteve sempre a intenção de realçar a ligação existente entre as festividades tradicionais dos Açores e um mais vasto cenário Europeu, ao qual parecem pertencer por direito.

 

Ficha Técnica do “Ilhas Míticas”

SUPORTE TEÓRICO

Baseia-se nas investigações de Wilhelm Mannhardt (1858), James Frazer (1931), Van Gennep (1947) e Mircea Eliade (1949) na sua componente geral, Europeia, com a particularização da informação referente a Portugal, de Leite de Vasconcelos, Ernesto Veiga de Oliveira, Jorge Dias, assim como outros dentro da mesma linha.

Autoria

A investigação, da autoria de Antonieta Costa, Ph.D. em Psicologia Social pelo ISCTE (1998), consta da base de dados da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) com a designação de Raízes da Cultura Popular – Arquétipos e Mitos, e realizou-se ao longo de cerca de dez anos, primeiro no NEPS (Universidade do Minho) e depois no CITCEM – Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória, da Universidade do Porto, de cujos Centros a autora é membro, como Investigadora.

Realização

Tanto a realização como grande parte da recolha de imagens é de Teresa Tomé, Licenciada em História e Realizadora da RTP Açores.

Música original

O fundo musical é de Luís Bettencourt, músico açoriano com formação eclética no estrangeiro, principalmente na Alemanha.

Montagem e animação

Bruno Correia, Técnico da RTP Açores

 

Financiamentos

Governo regional dos Açores

RTP – Televisão Portuguesa dos Açores

SATA – Companhia de Aviação

FLAD – Fundação Lusíada-Americana para o Desenvolvimento

 

   

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA