Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Apresentação MMP

Apresentação MMP-CMCASCAIS

O etnomusicólogo Michel Giacometti realizou uma obra de vulto em Portugal. No seu trabalho de investigação e recolha houve uma constante de registar, gravar, fotografar e documentar. Reuniu por isso um imenso acervo documental, com levantamentos sobre teatro popular, poesia, romances, contos, adágios, receitas de medicina tradicional, cautelas, superstições, anedotas, com milhares de fichas de campo e bibliográficas, classificadas e organizadas, conseguindo fixar em documento uma tradição oral que se teria perdido irremediavelmente.

Criou os Arquivos Sonoros Portugueses em 1960, suporte ao projeto de investigação com o objetivo de guardar, estudar e divulgar os sons, a música e a voz do povo. Ficaram os cinco volumes da Antologia da Música Regional Portuguesa entre outras coleções discográficas, a série documental Povo que Canta, O Cancioneiro popular português, a participação no projeto Linha de Acção de Recolha e Estudo da Literatura Popular dirigido pelo professor Viegas Guerreiro, a direção do Plano de Trabalho e Cultura, integrado no Serviço Cívico Estudantil, a realização de uma série de programas de rádio no estrangeiro com a divulgação da música tradicional portuguesa e um intenso e permanente trabalho de recolha por todo o país ao longo de trinta anos.

O Museu da Música Portuguesa tutelado pela Câmara Municipal de Cascais guarda toda esta documentação, assim como a biblioteca especializada do investigador e a sua coleção de instrumentos musicais tradicionais portugueses e outra de objetos etnográficos. A chegada ao museu do espólio do compositor Fernando Lopes-Graça veio consolidar e enriquecer o programa já de si forte da instituição.

O Museu da Música Portuguesa é um espaço cultural de referência para o estudo, discussão das questões associadas à identidade cultural. Tem como missão conservar, preservar, estudar e promover os espólios que lhe estão confiados no sentido de valorizar a sua apresentação pública, contribuindo para o enriquecimento do enquadramento histórico e cultural da música portuguesa sobretudo nos séculos XX e XXI.

Temos vindo a promover estudos sobre os acervos, procuramos atualizar discursos expositivos e usar as novas linguagens e tecnologias da informação. Esta colaboração com o projeto “MEMORIAMEDIA” integra-se no nosso programa de divulgação de conteúdos científicos e culturais a um público alargado.

O mundo da arte e dos museus lidam com o património simbólico, que só o é quando os seus signos são percetíveis e aceites por uma comunidade e no conjunto alicerçam a construção da sua identidade cultural e patrimonial, traduzindo-se numa noção de pertença civilizacional. Este será sempre o nosso trabalho cultural.

Museu da Música Portuguesa – Casa Verdades de Faria

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA