Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Da Pele à pantufa

Designação: Gaspar Magarreiro - Descrição dos processos de curtir peles, preparação e fabrico de pantufas.
Freguesia: Terrugem
Concelho: Elvas
Distrito: Portalegre
Data de recolha:
03-2013
 

Dados de inventário
  • GM - Curtume e fabrico de produtos em pele
  • GM - Curtume e fabrico de produtos em pele

    A Gaspar Magarreiro, Lda é uma empresa de origem familiar (família Magarreiro), criada em 1977, localizada em Terrugem que se dedica ao tratamento (curtume) de peles ao fabrico de produtos em pele.

    Registo: Terrugem, concelho de Elvas, 2013.

Caracterização
  • A preparação e confeção de peles é uma das tradições da região de Elvas. Algumas famílias estão ligadas a este setor de atividade há várias gerações, como é o caso da família Magarreiro, que ainda se mantém em atividade com mais do que uma unidade de produção.

    A ‘Gaspar Magarreiro, Lda’ é uma empresa criada em 1977, proveniente de gerações familiares do sector dos curtumes (basicamente curtume vegetal) e confeções em peles de fabrico artesanal, com diversos modelos em vestuário, acessórios, calçado, artigos de equitação e peles para decoração.

    Durante a I Guerra Mundial já existia na região tratamento de peles. Nessa época a grande produção era destinada às pessoas que trabalhavam nos campos: ‘safões’ e ‘pelicos’. Os soldados que iam para a guerra também começaram a utilizar estas peças de vestuário para enfrentar o frio. Antigamente os processos de curtimento das peles eram todos manuais, as descarnagens eram feitas com ferros. Utilizavam-se taninos provenientes da casca de carvalho que vinham em camiões e depois eram ali moídas com um cavalo que fazia rodar uma mó. Para o curtume as peles eram colocadas em grandes recipientes e eram sempre mexidas manualmente.

    Atualmente o curtimento das peles já está mecanizado, sendo mais rápido e com necessidade de menos recursos humanos, e utilizam-se taninos provenientes de extrato de mimosa (importadas). Nesta empresa curtem-se as peles e confecionam-se vários tipos de produtos como pantufas, chinelos, acessórios de vestuário, tapetes, malas, etc.

     

    Ler mais – ver texto completo no Documento PDF abaixo

  • A preparação e confeção de peles é uma das tradições da região de Elvas. Algumas famílias estão ligadas a este setor de atividade há várias gerações, como é o caso da família Magarreiro, que ainda se mantém em atividade com mais do que uma unidade de produção.

    A ‘Gaspar Magarreiro, Lda’ é uma empresa criada em 1977, proveniente de gerações familiares do sector dos curtumes (basicamente curtume vegetal e ecológico) e confeções em peles de fabrico artesanal, com diversos modelos em vestuário, acessórios, calçado, artigos de equitação e peles para decoração.

Identificação
  • Domínio
    • Competências em processos e técnicas tradicionais
  • GM - Curtume e fabrico de produtos em pele
  • GM - Gaspar Magarreiro, lda
  • Não se aplica
  • Não se aplica
Contexto de produção
  • GM - Gaspar Magarreiro, lda
  • 1977
Contexto territorial
  • Terrugem
Contexto temporal
  • Funcionamento semanal
Manifestações associadas
  • Fabrico de produtos em Pele - Fabrico na Terrugem - Várias fábricas da Família Magarreiro

  • Máquinas– TRATAMENTO DAS PELES

    Tratamento das peles

    Barcas – tanques com água e alguns produtos onde as peles permanecem algumas horas para reverdecer

    Sabrosa  – Limpa os resíduos da lã para evitar que na descarnagem se façam cortes na pele

    Máquina de descarnar –  Retira carniças e gorduras para a pele ficar limpa.

    Acabamentos a seco:

    Máquina de limpar a lã – 300 peles ficam cerca de 1h30m..

    Sazoamento – um fulão que roda e amacia as peles

    Ronca – Estica a pele

    Sobe e desce – máquina que amacia a pele

    MATÉRIAS-PRIMAS – TRATAMENTO DAS PELES

    Peles salgadas provenientes dos matadouros

    Produtos

    Peles curtidas e tratadas

     

    FABRICO DE PRODUTOS

    Moldes de aço (moldes das peças a cortar)

    Balancés de corte (máquina de corte)

    Máquinas de costura (costura as diferentes peças)

     

    MATÉRIAS-PRIMAS:

    Peles curtidas na empresa

    Produtos fabricados:

    Pantufas, chinelos, botas, tapetes, vestuário, malas, acessórios, etc. Também os tradicionais ‘safões’, ‘pelicos’ e ‘samarras’.

  • Não se aplica

Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Família Magarreiro (Gaspar Magarreiro, lda)

Direitos Associados
  • No caso de produção de peças originais, de autor - Gaspar Magarreiro, lda

  • Gaspar Magarreiro, lda

Acções de Salvaguarda
  • A empresa tem 36 anos (em 2013) e encontra-se em fase de expansão. Gaspar Magarreiro (tio do Gaspar Magarreiro da Artipel) não considera que haja risco ou ameaças que possam colocar, no imediato, a atividade em causa.

  • Trabalhadores qualificados.

Equipa responsável
  • Filomena Sousa
  • José Barbieri
  • Rosário Rosa e Filomena Sousa - Inventário
  • Realização José Barbieri.Produção Memória Imaterial e Câmara Municipal de Elvas - Isabel Pinto; Leonor Calado; Patrícia Machado, Romão Mimoso.
Arquivo
  • Não se aplica
  • 4/Elvas/Terrugem

 

DESCARREGAR O LIVRO

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA