Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Recolhas etnográficas

  • Nome: Maria Paula Marques Chaveiro
  • Data de Nascimento: 1969
  • Residência: Portalegre. Na freguesia de São Lourenço.
  • Actividade profissional: Professora.
  • Função no Grupo de Cantares: Cantora, música
  • Entrevista: 2010/2/8_ Portalegre_Sede do Grupo de Cantares

"Cantamos canções que recolhemos (com novos arranjos, com muitas vezes a participação de outros grupos da cidade através de uma nova orquestração), mas trata-se de um trabalho completamente diferente e, por conseguinte, mais rico, mais genuíno, digamos assim, porque trata-se de um trabalho que as pessoas depois reconhecem: “foi aquilo que a minha avó cantou, a minha mãe cantou ou eu cantava ou eu também cantava mais este verso”.

Nós lutamos aqui, quando fazemos o trabalho de recolha, com uma certa timidez das pessoas e, muitas vezes, com questões de ordem social complicadas porque… Ou porque não querem cantar em frente de muita gente.

A forma que nós temos, às vezes, de transpor um bocadinho essa barreira é irmos lá mostrar um bocadinho o nosso trabalho. E as pessoas gostam, ouvem, identificam-se! E depois já fica um grupo mais restrito, que sabe que aquela pessoa, por indicação – normalmente nós vamos é nos centros de dia e nos lares, a não ser que nos digam tipicamente que há uma pessoa em determinado sítio –, que conhece uma canção que ainda não está recolhida. Nós vamos a estes sítios e depois fica um grupo mais restrito que tenta falar com essa pessoa, tenta meter um bocadinho de conversa, que lhe pergunta se não sabe esta canção, qual é a música? E entretanto, às vezes, salta uma pessoa, de outro lado, que até “olhe, lembrei-me…” Pronto, depois fica ali aquele ambiente que às vezes é propício. Outras vezes, temos ido mostrar o nosso trabalho e vamos mais tarde recolher também com um grupo mais pequenino, precisamente para ser um bocadinho mais fácil o diálogo, de alguma forma. Penso que assim tem sido eficaz.

E às vezes são infrutíferas, porque às vezes também saímos e aquilo que conseguimos recolher (ou porque as pessoas já não se lembram da música ou porque só sabem um verso) não conseguimos, de facto, retirar grande trabalho disso. Mas, pronto, o trabalho de recolha, penso que é este, mesmo assim."

 

 

 

 

 

 

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA

 

 

Entidades financiadoras do projecto Identidades Portalegre