Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Romeiros de Vila Boim

Designação: Romeiros de Vila Boim - Feira de S. Mateus, Elvas.
Freguesia: União das Freguesias de Terrugem e Vila Boim
Concelho: Elvas
Distrito: Portalegre
Data de recolha:
2013

 

 

 

 

Dados de inventário
  • Romeiros de Vila Boim - São Mateus - Elvas
  • Romeiros de Vila Boim - São Mateus

    Romaria feita pelos Romeiros de Vila Boim ao Senhor da Piedade em Elvas durante a Feira de São Mateus.

    Foi entre meados do século XIX e meados do Século XX que a Romaria ao Senhor da Piedade se caraterizava como uma prática expressiva das populações locais de Elvas e dos concelhos vizinhos. Nas últimas três décadas deixou de se realizar. A partir de 2006 os romeiros de Vila Boim resolveram revitalizar esta prática.

    No dia 20 de Setembro os Romeiros juntam-se em Vila Boim e depois da bênção das carroças partem para a Feira de São Mateus, para o local de acampamento junto ao Santuário do Senhor Jesus da Piedade, em Elvas. Ainda de manhã fazem um desfile nas ruas de Elvas e à tarde, antes de iniciar a Procissão dos Pendões, desfilam pela Avenida da Piedade até ao recinto da Feira.

    Registo:União das Freguesias de Terrugem e Vila Boim, concelho de Elvas 2013.

Caracterização
  • Romeiros de Vila Boim - São Mateus

    No dia 20 de Setembro, os Romeiros deslocam-se para Elvas de carroça puxada a cavalo, mula ou burro (os chamados “churriões”). Os animais vão enfeitados e a maioria das carroças, para servir de abrigo onde se possa pernoitar, tem um toldo, cortinas e mantas alentejanas.

    Antigamente os romeiros ficavam acampados durante todo o período da romaria, atualmente, no final do dia, voltam para casa. Só ficam no acampamento, até ao domingo da semana seguinte, algumas pessoas responsáveis por tomar conta das carroças e de alguns animais que ficam em exposição.

    Início e descrição da Romaria

    Os Romeiros juntam-se em Vila Boim e, depois da bênção (pelas 9h30), partem para a Feira de São Mateus junto ao Santuário de Jesus da Piedade.

    Na frente da romaria vai a carroça que leva o estandarte dos Romeiros de Vila Boim, seguem-se as outras carroças (cerca de 20) e diversos cavaleiros. A meio do percurso, junto do Varchotel, os romeiros fazem uma paragem para comerem as suas merendas e para os animais descansarem. Seguem depois o seu destino e, ainda de manhã (pelas 11h), fazem um desfile pelas ruas de Elvas distribuindo rebuçados pelas crianças.

     

    Ler mais – ver texto completo no Documento PDF abaixo

  • Foi entre meados do século XIX e meados do Século XX que a Romaria ao Senhor da Piedade se caraterizava como uma prática expressiva das populações locais de Elvas e dos concelhos vizinhos. Nas últimas três décadas deixou de se realizar. A partir de 2006 os romeiros de Vila Boim resolveram revitalizar esta prática.

    A Associação dos Romeiros de Vila Boim começou a sua atividade em 2006, mas está legalmente constituída desde 2009. Para pertencer aos Romeiros os candidatos têm de ser propostos por um sócio, depois, anualmente, durante a missa campal de Maio, cada candidato ganha um padrinho. Esse padrinho, num ritual de aceitação do Romeiro, coloca o lenço vermelho à volta do pescoço do candidato.

     

Identificação
  • Romeiros de Vila Boim - Feira de São Mateus
  • Associação dos Romeiros de Vila Boim
  • Não se aplica
  • Não se aplica
Contexto de produção
  • Associação dos Romeiros de Vila Boim
  • 2009
Contexto territorial
  • Elvas
Contexto temporal
  • Anual. 20 de Setembro.
Manifestações associadas
  • Procissão dos Pendões

    Feira de São Mateus

    Procissão do Regresso dos Pendões

  • Carroças - "churriões".

  • Não se aplica

Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Associação dos Romeiros de Vila Boim

Direitos Associados
  • Os direitos coletivos são de tipo consuetudinário - comunidade local.

    Associação dos Romeiros de Vila Boim

  • Os direitos coletivos são de tipo consuetudinário - comunidade local.

    Associação dos Romeiros de Vila Boim

Acções de Salvaguarda
  • A Associação de Romeiros de Vila Boim e Amigos do Romeiros refere que o número de romeiros tem aumentado nos últimos anos. Não são identificados riscos e ameaças.

  • A preparação antecipada da Romaria permite à Associação envolver os Romeiros e Amigos dos Romeiros na organização e participação da mesma.

Equipa responsável
  • Filomena Sousa
  • José Barbieri
  • Filomena Sousa - Inventário
  • Realização José Barbieri, Produção Memória Imaterial e Câmara Municipal de Elvas - Isabel Pinto; Leonor Calado; Patrícia Machado, Romão Mimoso.
Arquivo
  • não se aplica
  • 4/Elvas/Elvas

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA