Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Edição interpretativa

A edição interpretativa tem como finalidade principal facultar aos investigadores, mas também a um público mais vasto, algumas linhas de leitura que, de outra forma, seria muito mais difícil de descobrir. Referimo-nos, por exemplo, aos mirandesismos e às muitas referências culturais, etnográficas ou históricas à Terra de Miranda, de mais difícil percepção para quem não fale mirandês ou não conheça a história da região.

Por outro lado, no Arquivo de António Maria Mourinho encontram-se, em manuscritos ou outros documentos, algumas anotações deste investigador pois, como dissemos, ele próprio preparava a edição destes textos. Estas notas serão também acrescentadas, em nota de rodapé, assinaladas com as iniciais do autor (A.M.M.).

As normas adoptadas para a edição interpretativa dos textos são as seguintes.

1. Quanto à grafia, respeitaremos o mais possível o texto original, sempre que tal não interfira com a compreensão. As formas gráficas diferentes da ortografia moderna encontram-se assinaladas em itálico.

1.1 Nas didascálias, que já se encontram em itálico, estas formas serão colocadas entre parênteses.

2. Na pontuação, acrescentaremos apenas alguns sinais sempre que a sua ausência dificulte a compreensão do texto.

3. Na sintaxe, respeitaremos sempre a ordem apresentada. Em casos em que tal possa denunciar construções mais próximas da língua mirandesa tal será indicado em nota de rodapé.

4. Colocaremos igualmente em itálico as expressões em que se verifique alguma incoerência sintáctica. Exemplo: “Os templos é o seu recreio” (Roberto do Diabo).

5. Corrigiremos a utilização de maiúsculas ou minúsculas quando estas foram, claramente, mal colocadas: nomes próprios: (caifaz > Caifaz); entidades religiosas ou mitológicas (deus > Deus; maria >Maria); nomes astronómicos (sol
> Sol; terra > Terra), etc.

6. Faremos a tradução para português de todas as formas e expressões mirandesas (em alguns casos, e de forma a proporcionar uma perspectiva constrastiva, daremos igualmente o equivalente em castelhano). Estas traduções serão colocadas nas notas de rodapé.

7. Verificando-se a existência de diferentes versões, quer no Arquivo de António Maria Mourinho, quer em outras edições impressas, poderemos fornecer, em rodapé, informações sobre os restantes textos.

8. Em alguns textos poderemos adicionar, por razões de compreensão, algumas palavras ou mesmo versos. Estes aditamentos serão colocados entre parênteses rectos.

NOTA: Cada texto em particular poderá vir a “exigir” critérios específicos de edição que serão indicados no início.