Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

O julgamento dos ovos

nome:
José António Esteves
ano nascimento:
1947
freguesia: Vimioso
concelho:
Vimioso
distrito:
Bragança
data de recolha: Outubro 2010
 
 
 

Dados de inventário
  • O julgamento dos ovos
  • Vimioso

    "O julgamento dos ovos" - Uma vendedeira sem escrúpulos tenta extorquir dinheiro a um cliente caridoso. O caso acaba no tribunal mas a decisão agracia o justo.

    José António, 1947. Vimioso

    Registo 2010.

Transcrição
  • O julgamento dos ovos

     

     

    Um que foi a comer muitos ovos na taberna(1), numa tasca(2), (eu acho que até foi (…) ali naquela terra (…) na estação de Duas Igrejas(3), acho que foi ali que o homem foi). E atão(4) lá le(5) deu dois ou três ovos, não sei quantos comeu, não é? E o homem, adepois(6), foi embora. E não pagou, não pagou logo naquela altura, né?

     

    Quando voltou, a pagar, a mulher começou a fazer contas, contas, contas e deu-le uma soma muito elevada. Eu não me lembro agora bem quanto era, mas acho que era vinte a trinta escudos(7), na altura era muito dinheiro. E o homem não quis pagar!

     

    Então como o homem não pagou, porque eles faziam as contas que dos ovos que ele depois tinha tocado/trocado(?) e depois de trocado(?) até, se não tem tocado, ele tinha nascido não sei quantos pintos, e aqueles pintos já tinham posto muito mais ovos, e então teria que fazer já muitos mais… E aquilo já era uma capoeira muito grande!

     

    Mas depois foi pò(8) tribunal. Quando foram atão lá pò tribunal, o homem pôs um advogado ela também (tinha que meter advogado pa’(9) se defender)!  (…)E logo, o advogado chegou um bocadito atrasado, mas chegou atrasado já de propósito, não é? E… E diz-le atão o senhor, logo, o doutor juiz:

     

    -Ó senhor doutor advogado, você ‘stá(10) um pouco atrasado…

    - Olhe, desculpe lá, mas venho atrasado porque – ele foi - ‘tive(11) a dar (…), aos  meus empregados para que tivessem a achar as castanhas, para ir a plantar uns castanheiros…

     

    E o doutor juiz ficou muito admirado e disse:

     

    - Ó senhor doutor, então de castanhas assadas também nascem castanheiros?!

     

    -E então? E de ovos cozidos? Também nascem pintos?! – Diz-lhe ele.

     

    E acabou-se aqui a conta! Já não foi de nada.

     

    - Pronto, então pode-se ir embora até à sua vida.

     

    José António Esteves, Vimioso, Outubro de 2010

    Glossário:

    (1) Tabernatasca, loja de comes e bebes e onde se vendia vinho a retalho.

    (2) Tasca – Estabelecimento modesto que vende bebidas e refeições a baixo preço; o mesmo que taberna.

    (3) Duas Igrejas – freguesia do concelho de Miranda do Douro.

    (4) Atão“então”, regionalismo de Portugal, de uso informal e coloquial.

    (5) -Le – ‘lhe’ (pronome, registo popular e modo informal).

    (6) Adepois - “a seguir”,“depois” (uso popular e coloquial).

    (7) Escudos – antiga unidade monetária de Portugal, substituída pelo euro em 1999.

    (8) – “para o”, forma sincopada de prò (contração da preposição pra com o artigo ou pronome o), uso popular e coloquial.

    (9) Pa’ – ‘para’ (usadode modo informal e coloquial).

    (10) ‘Stá – “está”- pronúncia popular do verbo “estar”, abreviatura oral, de uso informal e coloquial.

    (11) ‘Tive – ‘estive’ pronúncia popular do verbo “estar”, abreviatura oral, de uso informal e coloquial.

     

    Referências bibliográficas e recursos online utilizados no glossário:

    Barros, Vítor Fernandes, (2006). Dicionário do Falar de Trás-os-Montes e Alto Douro. Lisboa: Edição Âncora Editora e Edições Colibri, p.254.

    Barros, Vítor Fernandes, (2010). Dicionário de Falares das Beiras. 1ª. Edição. Lisboa: Âncora Editora e Edições Colibri, p.243

    http://aulete.uol.com.br;http://michaelis.uol.com.br;

    http://pt.wikipedia.org;http://www.ciberduvidas.com;

    http://www.infopedia.pt;http://www.mirandadodouro.com/dicionario/traducao-mirandes-portugues;http://www.priberam.pt

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

Caracterização
    • ATU 821B Pintos nascidos de Ovos Cozidos

     

    • Classificação por Paulo Correia, CEAO, 1 de Março de 2011.

     

Identificação
  • O julgamento dos ovos
  • José António
  • 1947
Contexto de produção
Contexto territorial
  • Vimioso, Lar de Santa Casa da Misericórdia de Vimioso.
Contexto temporal
  • Hoje sem periodicidade certa. Encontros informais e iniciativas do Município de Vimioso
Manifestações associadas
  • Transmitidas aos serões, em quotidianos de trabalho e lazer.
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Residentes do concelho de Vimioso que são convidados para iniciativas do Município e Biblioteca de Vimioso. Principais actividades desenvolvidas que estas manifestações culturais:

    Sons e Ruralidades em Vimioso

    ANAMNESIS - Encontro de Cinema, som e tradição oral.

    Feira de artes, ofício e sabores

    (ver links em documentação)

Equipa responsável
  • José Barbieri e Filomena Sousa
  • José Barbieri
  • Maria de Lurdes Sousa
  • José Barbieri - realização do documentário (ver link em documentação)

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA