Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

A Bela Infanta

nome:
Maria Clara
ano nascimento:
1928
freguesia: Idanha-a-Nova
concelho:
Idanha-a-Nova                                             
distrito:
Castelo Branco
data de recolha: Setembro 2010
 
 
 

Dados de inventário
  • A bela infanta
  • Idanha-a-Nova

    "A Bela infanta" - Sobre uma infanta que anseia pelo regresso do seu marido que foi para a guerra das Cruzadas (1096-1270) e o regresso do mesmo a casa.

    Maria Clara, Ano de nascimento 1928.

    Idanha-a-Nova

    Registo 2010.

Transcrição
  • A bela infanta

     

    «Estando a bela Infanta, no seu jardim assentada;

    com um pente d’oiro na mão, seu cabelo penteava.

    Com um pente d’oiro na mão, seus cabelos penteava.

    Deitou os olhos ao largo, viu lá vir a bela armada.

    Capitão que nela vinha, que tão bem a dominava.

    Capitão que nela vinha, que tão bem a dominava.

    - Dizei-me vós, capitão, dessa tão formosa armada,

    se vistes o meu marido, nas terras que Deus pisava?

    - Pois dizei-me vós, senhora, que sinais é que levava?

    - Levava cavalo branco, selim de prata doirada,

    na ponta da sua lança, a cruz de Cristo levava.

    Na ponta da sua lança, a cruz de Cristo levava.

    - Pelos sinais que dizeis, tal cavaleiro não vi.

    Mas quanto dareis, senhora, a quem vos o traga aqui?

    - Daria tanto dinheiro, que não tem conto nem fim,

    e as telhas do meu telhado, que são de oiro e marfim.

    - Guardai lá o vosso dinheiro, as telhas de oiro e marfim.

    Vosso marido aqui está, reparai bem para mim.

    - Se tu és o meu marido, porque me falas assim?

    Esse anel de sete pedras, que eu contigo reparti,

    que é dela, a outra metade? Pois a minha vê-la aqui!

    - Andai cá, ó minhas filhas, que o vosso pai é chegado.

    Abram-se se os nobres portões, há tantos anos fechados.

    E vamos dar graças a Deus, graças a Deus consagrado.»

     

    Maria Clara, Idanha-a-Nova, Setembro de 2010

     

     

     

Caracterização
Identificação
  • A bela infanta
  • Maria Clara
  • 1928
Contexto de produção
Contexto territorial
  • Idanha-a-Nova, Biblioteca Municipal de Idanha-a-Nova
Contexto temporal
  • Hoje sem periodicidade certa. Encontros informais e iniciativas do Município de Idanha-a-Nova
Manifestações associadas
  • Transmitidas aos serões, em quotidianos de trabalho e lazer.
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Residentes do concelho de Idanha-a-Nova em festas e romarias locais e em iniciativas do Município, Centro Cultural e Biblioteca de Idanha-a-Nova. Principais actividades desenvolvidas e que promovem estas manifestações culturais:

    Festas e Romarias

    Romaria da Nossa Senhora do Almortão

    Romaria de Nossa Senhora da Graça

    Festa do Divino Espírito Santo

    Os Mistérios da Páscoa

    Festa das Cruzes Monsanto

    Festa do Espírito Santo Ladoeiro

    Festa de Nossa Senhora da Conceição Penha Garcia

    Projectos

    Projecto Oralidades

    Festivais

    Festival de acordeonistas e tocadores de concertinas

     

    (Ver links em documentação)

Equipa responsável
  • José Barbieri e Filomena Sousa
  • José Barbieri
  • Filomena Sousa e glossário Maria de Lurdes Sousa
  • José Barbieri - realização do documentário (ver link em documentação)
Arquivo
  • K7-56/31:00 - 34:54 ; 35:56 - 40:13 e 1/Idanha-a-Nova2012/Idanha-a-Nova2011
  • 1/Idanha-a-Nova2012/Idanha-a-Nova2

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA