Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

As cuecas do rapaz

nome:
Francisco Moura
ano nascimento:
1922
freguesia: Idanha-a-Nova
concelho:
Idanha-a-Nova                                             
distrito:
Castelo Branco
data de recolha: Setembro 2010
 
 
 

Dados de inventário
  • As cuecas do rapaz
  • Idanha-a-Nova

    "As cuecas do rapaz" - A mãe de um cabreiro faz-lhe umas cuecas e ao mostrá-las à namorada surge um acaso cómico.

    Francisco Moura, Ano de nascimento 1922.

    Idanha-a-Nova

    Registo 2010.

Transcrição
  • [As cuecas do rapaz]

     

    Um rapaz, que era cabreiro(1), foi criado no campo… E era assim muito (…), mas um dia, lá arranjou uma rapariga (também lá da linha dele)  e resolveram casar.

     

    E foi dizer à mãe:

     

    - Eu vou-me casar.

     

    Mãe - Vais-te casar?! Atão(2), tu nem tens *roupa de baixo*(3). Na’(4) tens cuecas, na’ tens nada! Como é que tu…?

     

    Cabreiro - Não sei! Eu vou-me casar.

     

    Mãe - Atão anda… Eu vou comprar um pano pra te fazer umas cuecas.

     

    A mulher foi ao comércio, e comprou três metros de pano, e veio e fez um par de cuecas. Fez as cuecas, disse pra(5) ele:

     

    - Vá! Veste lá às cuecas e vai mostrar à tua namorada. Se ela disser que estão bem, eu faço-
    -te outras, que ainda tenho cá metro e meio de pano. Faço-te outras.

     

    Pronto, o rapaz vestiu as cuecas mas, como nunca tinha vestido aquilo, nem sabia que tinha um botão nem nada, vestiu de qualquer maneira.

     

    Chegou lá pra fazer surpresa à rapariga, arriou(6) as calças.

     

    E diz assim a rapariga:

     

    - Ai, que coisa tão grande!

     

    E diz ele assim:

     

    - Ainda ficou mais de metro e meio lá em casa!

     

    Francisco Moura, Idanha-a-Nova, Setembro de 2010

    Glossário:

    (1) Cabreiro: pastor de cabras.

    (2) Atão - “então”, regionalismo de Portugal, de uso informal e coloquial.

    (3) Roupa de baixo – roupa interior.

    (4) Na’ – não (pronuncia popular, uso coloquial).

    (5) Pra – “para” (redução da preposição “para”usadade modo informal e coloquial, reprodução da pronúncia).

    (6) Arriou – pôs em baixou.

    Na construção deste glossário consultaram-se: http://aulete.uol.com.br;http://www.priberam.pt.http://www.infopedia.pt

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

Caracterização
    • Conto: ATU 1685 O Noivo Tolo

     

    Classificação: Paulo Correia (CEAO/ Universidade do Algarve) 2011.

Identificação
  • As cuecas do rapaz
  • Francisco Moura
  • 1922
Contexto de produção
Contexto territorial
  • Idanha-a-Nova, Biblioteca Municipal de Idanha-a-Nova
Contexto temporal
  • Hoje sem periodicidade certa. Encontros informais e iniciativas do Município de Idanha-a-Nova
Manifestações associadas
  • Transmitidas aos serões, em quotidianos de trabalho e lazer.
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Residentes do concelho de Idanha-a-Nova em festas e romarias locais e em iniciativas do Município, Centro Cultural e Biblioteca de Idanha-a-Nova. Principais actividades desenvolvidas e que promovem estas manifestações culturais:

    Festas e Romarias

    Romaria da Nossa Senhora do Almortão

    Romaria de Nossa Senhora da Graça

    Festa do Divino Espírito Santo

    Os Mistérios da Páscoa

    Festa das Cruzes Monsanto

    Festa do Espírito Santo Ladoeiro

    Festa de Nossa Senhora da Conceição Penha Garcia

    Projectos

    Projecto Oralidades

    Festivais

    Festival de acordeonistas e tocadores de concertinas

     

    (Ver links em documentação)

Equipa responsável
  • José Barbieri e Filomena Sousa
  • José Barbieri
  • Maria de Lurdes Sousa
  • José Barbieri - realização do documentário (ver link em documentação)


 

Visite a nova exposição virtual!

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA