Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Amarrar à roda do leme

nome:
Artur Miquelino
ano nascimento:
1928
freguesia: Esposende
concelho:
Esposende
distrito:
Braga
data de recolha: Outubro 2010
 
 
 

Dados de inventário
  • Amarrar à roda do leme
  • Esposende

    "Amarrar à roda do leme" - Relato de como um homem sobreviveu a um ciclone por se ter amarrado ao leme.

    Artur Miquelino, Ano de Nascimento 1928,Esposende. Registo 2010

Transcrição
  • Amarrar à roda do leme

     

    Até que um dia, morreu – um temporal – morreram vinte e quatro homens numa lancha! Vinte e quatro homens numa lancha! […] Viram logo que ele que tinha virado de vela. Um ciclone. Iam para o mar com ciclones! Quando os outros, na costa toda, não saíam nem da Barra para fora. Foi uma lancha, duas lanchas para sair em socorro deles. Se saísse, tinha-os socorrido. Uma foi ao fundo, outra ficou em meio. Mas lanchas mais fortes que traineiras! Vinte e cinco homens! Vinte e cinco homens numa traineira, não se pode passar lá dentro!

    Um – foi o que contou – quando a lancha virou, veio a noite, amarrou-se com a faixa à roda do leme, a um feixe que tem o leme; a uma anilha. Amarrou-se e disse:

    - Amarrai-vos todos, que pode alguém amanhã, de dia, nos safar. -ele.

    -Amarramos no mastro! Como estamos perto aqui do farol…-do farol de Viana, que é o Montedor! -Nós estamos…

    Mas o farol de Montedor, que se vê muito longe. O farol de Montedor vê-se em Matosinhos! Ora, eles estavam ali perto, estavam aqui ao mar de Viana, estavam pertinho! Mas estavam longe.

    - Não vão, que ides morrer todos!

    Ao outro dia, veio o dia. Passa um navio alemão… Isto foi contado pelo… por esse. Passa um navio alemão e o capitão viu aquele homem… Se não tem o homem, o navio seguia sempre! Mas como estava um homem, é obrigado a ir buscá-lo! Veio acolá…

    - Está acolá um homem, parece-me que ainda está vivo.

    Foram buscá-lo, meteram-no no navio e foram para Vigo. Quando chegaram em Vigo, viu logo que ele que era português. Comunicaram para aqui, foi… Seis de uma casa! Seis pessoas de uma casa!

     

     

Caracterização
    • Episódio de vida/relato de um naufrágio
Identificação
  • Amarrar à roda do leme
  • Artur Miquelino
  • 1928
  • Actividade pesqueira
Contexto de produção
  • Comunidade de pescadores de Esposende
Contexto territorial
  • Esposende, Biblioteca Municipal Manuel Boaventura
Contexto temporal
Manifestações associadas
  • Tempos de lazer, serões onde se contam histórias e anedotas
Contexto de transmissão
  • Estado de transmissão
    • activa
  • Comunidade de pescadores de Esposende, encontros promovidos por entidades locais - município e biblioteca

Equipa responsável
  • Filomena Sousa
  • José Barbieri
  • Ana Sofia Paiva
  • Documentário - Realização Filomena Sousa


 

Visite a nova exposição virtual!

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA